Hub Insights

Como a Inteligência Artificial e as blockchains podem revolucionar o futuro digital?

inteligência artificial blockchains

Com o crescimento explosivo de recursos de inteligência artificial como o ChatGPT e o Midjourney, naturalmente surge a questão: será que há encaixe das criptomoedas com o setor? Ou será que veremos os investimentos da indústria de blockchains sendo drenados para a “Inteligência Artificial”?

Hoje, ambas as tecnologias vêm sendo aplicadas em ascensão e, ao contrário de muitas teses que rondam o mercado, acreditamos que a relação entre ambas tende a ser bastante sinérgica.

Utilizadas em bancos e aplicadas por investidores de varejo e até mesmo pelo setor governamental, as soluções de blockchain baseadas em inteligência artificial tem crescido e encontrado novos casos de uso.

Nosso objetivo neste artigo é avaliar de que forma uma atuação conjunta tende a beneficiar o ecossistema das criptomoedas e quais os setores irão se aproveitar dessa tendência.

 

O QUE É INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL?

A inteligência artificial é um ramo da ciência da computação dedicado ao estudo e ao desenvolvimento de algoritmos e máquinas capazes de performar tarefas que, em outro caso, dependeriam de inteligência humana, simulando-a.

Para que essas máquinas alcancem esse objetivo, é necessário que sejam capazes de “aprender” aquilo que está sendo ensinado a elas a partir das infindáveis bases de dados usadas para alimentá-las. 

Ou seja, o que esses algoritmos fazem na prática é analisar os dados responsáveis por alimentá-los, aprender com eles e usar esse conhecimento para atender propósitos específicos e realizar tarefas.

Aliás, é exatamente isso que difere as inteligências artificiais de outros sistemas automatizados baseados em regras menos sofisticadas: a capacidade de aprender primeiro e melhorar o próprio desempenho com base em “inputs” adicionais.

O surgimento da inteligência artificial pode ser atribuído ao cientista britânico Alan Turin e sua célebre dúvida publicada em um artigo intitulado “Computing Machinery and Intelligence”:

“Máquinas podem pensar?”

Ao longo das décadas seguintes, a área de inteligência artificial progrediu de uma mera dúvida publicada em artigo para uma tecnologia ousada e amplamente aceita. Assim, iremos entender como a Inteligência Artificial e as blockchains podem trabalhar juntas, destacando 10 pontos positivos que fortalecem a tese!

 

10 BENEFÍCIOS DA INTEGRAÇÃO: INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E BLOCKCHAINS

Hoje, há diferenças marcantes entre a estrutura de blockchains e inteligências artificiais. Enquanto o primeiro setor é pautado por descentralização, o segundo depende efetivamente de grandes bancos de dados para treinamento que, hoje, são totalmente centralizados, elevando os riscos tradicionais ligados à segurança e privacidade. Mas não precisam continuar sendo.

Talvez você já tenho tido um “insight” de onde pretendo chegar. Se, por um lado, as inteligências artificiais dependem dessas bases de dados gigantescas para alimentá-las de informação, por outro, o que são as blockchains se não justamente essas grandes bases de dados – distribuídas – e capazes justamente de abrigar as informações?

Conceitualmente, a relação já nasce sinérgica! 

E aqui está um primeiro possível nicho com alto potencial de valorização: armazenamento/data storage, como por exemplo a Filecoin. Na verdade, talvez este seja um ciclo que se retroalimenta, pois as inteligências artificiais podem otimizar esses armazenamentos, introduzindo novas formas de técnicas de sharding e particionamento de dados para ajudar a guardar os dados em blockchain, repetindo o ciclo. Mas isso é papo para outro artigo.

Outro ativo com potencial de crescimento é a Ocean Protocol. De forma breve, a ideia do projeto é ser uma enorme biblioteca de dados, possibilitando que aqueles que forem “treinar” as inteligências artificiais possam recorrer à sua base para utilizar esses dados.

A Ocean, então, remunera os donos dos dados. Em suma, se um usuário contribui com a biblioteca da Ocean e os dados são revendidos, ele lucra junto. Discorremos sobre esse e alguns projetos crypto que podem valorizar em insight feito em parceria com a Investing.com:

Criptomoedas e Inteligência artificial: potencial a ser desbloqueado!

 

O importante é que, além disso, enquanto os algoritmos de Inteligência Artificial são utilizados para automatizar processos e tarefas em sistemas e aplicativos de computação, a tecnologia blockchain pode ser usada para algumas outras funções principais além do armazenamento de dados ao interagir com esses sistemas e aplicativos:

1) Disseminar e compartilhar as respostas desses algoritmos de inteligência artificial por meio de uma série de atores descentralizados para empresas que integrem a mesma “supply-chain” ou a mesma rede bancária. Este item número 1 é voltado principalmente para empresas do mundo tradicional.

É possível gerenciar esses recursos computacionais de forma distribuída e coordenar os serviços para uma determinada rede, utilizando tokens como forma de incentivo aos contribuidores, por exemplo.

 

2) A tecnologia blockchain é usada para diversos dispositivos de Internet das Coisas (IoT), assim como as inteligências artificiais, que comumente alimentam esses algoritmos. Não é raro encontrarmos dispositivos de IoT que também são usados como oráculos, por exemplo, como acontece no caso da Helium Network.

 

3) Hoje, a mineração de criptomoedas requer muito poder computacional e consumo energético, de forma que a inteligência artificial pode vir a ser eficiente justamente em otimizar esse processo e melhorar os algoritmos de mineração.

 

4) As decisões tomadas por sistemas de Inteligência Artificial (IA) podem ser difíceis de entender para os humanos. Os algoritmos trabalham com tanta abundância de dados que seria praticamente impossível para qualquer indivíduo replicar esse processo de tomada de decisão.

No entanto, se essas decisões forem registradas em bases de dados públicas como as blockchains, haverá uma trilha de auditoria clara que poderá ser verificada, gerando confiança no sistema.

 

5) Que outra indústria poderia representar uma combinação melhor para blockchain e IA do que DeFi? A inteligência artificial já é usada por alguns aplicativos do setor para, por exemplo, otimizar sugestões de trade, montar automaticamente portfólios de criptoativos em várias plataformas, “prever” movimentos de ativos para ajudar nas decisões dos investidores crypto, etc.

A YAI.Finance, por exemplo, que é um aplicativo de Yield Farming na plataforma Oraichain, usa algoritmos de IA para ajudar seus usuários a avaliar os riscos e retornos potenciais de vários cenários de investimento e faz recomendações de escolha ideais.

 

6) A IA também tem potencial para aumentar a eficácia dos contratos inteligentes por meio da automação. Por exemplo, um protocolo de empréstimo poderia usar IA para monitorar constantemente o nível de colateral (garantia) de um credor e prever possíveis inadimplências antes que elas acontecessem.

Esta informação poderia então ser enviada para o protocolo de empréstimo, desempenhando uma função que um contrato inteligente teria dificuldade em desempenhar.

 

7) Identificar atividades ilícitas: Um problema que a IA pode resolver é observar tendências em grandes conjuntos de dados para identificar atividades desonestas. Um volume falso de negociação de uma exchange ou um movimento suspeito de liquidez, por exemplo, podem ser alvo dessa identificação usando técnicas de análise de dados.

 

8) Como parte da própria natureza DeFi, os produtos descentralizados exigem pouca ou nenhuma contribuição humana. No entanto, isso significa que, além dos requisitos de capital, produtos como empréstimos crypto geralmente têm barreiras muito baixas ou inexistentes à entrada, o que muitas vezes acaba por aumentar o risco.

Uma possível alternativa seria oferecer uma pontuação de crédito, onde os emissores de empréstimos poderiam oferecer melhores preços aos usuários com histórico de reembolso comprovado.

No entanto, a introdução do elemento humano nesse sistema de pontuação removeria o aspecto de descentralização. E é aqui que entra a IA: Uma outra solução seria implementar essa pontuação de crédito baseada em IA, que poderia analisar a carteira e o histórico de um mutuário e avaliar de forma transparente seu potencial de reembolso sem interferência humana.

 

9) A indústria de seguros é outro grande usuário das tecnologias de Inteligência Artificial e blockchains. Um caso de uso bastante comum neste ramo inclui, por exemplo, detecção de fraudes no processamento de sinistros, principal atividade do negócio.

As redes Blockchains conectam diferentes seguradoras, resseguradoras, corretoras, prestadores de serviços de saúde, prestadores de serviços de reparo de automóveis e outras contrapartes.

Essas redes de processamento de sinistros frequentemente usam algoritmos de Inteligência Artificial para detectar fraudes.  As principais informações necessárias para a verificação de reivindicações de sinistro são alimentadas por sistemas baseados em blockchains por meio de oráculos externos. Um caso comum desses oráculos são sensores e câmeras instaladas nas estradas e equipadas com a funcionalidade de IA para analisar o tráfego e os eventos nas estradas. Assim, não há porque não unir o útil ao agradável.

 

10) Por fim, algumas utilizações conjuntas da tecnologia blockchain com inteligência artificial podem ser aplicadas no setor bancário para rastrear e monitorar transações suspeitas e/ou lavagem de dinheiro.

Uma vez que as ações de AML exigem cooperação entre diferentes bancos, instituições financeiras e agências governamentais, o uso de blockchains para compartilhar acesso a essas informações passa a fazer sentido, ainda que seja uma blockchain privada.

O mesmo se aplica à requisições de KYC (“Know Your Customer”), onde funcionalidades de IA como reconhecimento de imagem costumam ser utilizados, além do compartilhamento de dados necessário entre as entidades supracitadas.

 

As soluções de Inteligência Artificial baseadas em blockchains oferecem inúmeras oportunidades em muitos setores, sejam públicos ou privados.

Os usos mais promissores de IA ​​baseadas em blockchain provavelmente serão nos setores de DeFi, seguro, bancos, governo e varejo, e o fato é que a intensificação dessas inteligências artificiais só tende a acrescentar para o ecossistema crypto.

Além das criptomoedas já baseadas no tema como a AGIX, o setor de armazenamento de dados também tem enorme espaço para crescer, motivo pelo qual vale a pena observar ativos como Filecoin.

À medida que a utilização conjunta de Inteligência Artificial e blockchains está acelerando, é possível que a automação inteligente na indústria de DeFi também acelere.

É bastante possível também que uma espécie de “consultoria automatizada de negociação e investimento” seja habilitada por meio de IA nas plataformas DeFi. Vejamos os próximos passos.

 

A assinatura Hub Crypto oferece carteiras recomendadas, análises das principais moedas do mercado, encontros ao vivo e gravados, e todo suporte para você tomar decisões com segurança!

Garanta seu acesso GRATUITO, clique aqui e saiba mais!

Banner Hub Crypto

https://www.replicarolex.is/

image_pdfBaixar .PDF

Caio Goetze

Formado em Direito pela PUC-RJ e pós-graduando em Direito Digital pelo Instituto de Tecnologia e Sociedade (ITS) em parceria com a UERJ, conta com 3 anos de experiência e diversos cursos de formação acadêmica de bagagem no “criptomercado”.

Compartilhe este conteúdo nas redes socias!

Posts relacionados

plugins premium WordPress