Hub Insights

Como calcular a equivalência de rendimentos na Renda Fixa?

capa renda fixa

A sopa de letrinhas do mercado financeiro é extensa. Quando pensamos nos investimentos em Renda Fixa normalmente nos deparamos com várias delas: CDB, RDB, LCI, LCA, Selic, CRA, CRI, e o famoso CDI – que é tido como o benchmark do setor.

Justamente por ser o benchmark ele serve como base comparativa para os outros investimentos. É comum vermos um determinando título que paga x% do CDI (exemplo: um CDB hipotético que pague 110% do CDI).

Mas o que de fato isso representa? E nos casos de investimentos isentos de Imposto de Renda, como fica esse cálculo?

Portanto, hoje vamos nos aprofundar nas taxas equivalentes entre investimentos de Renda Fixa.

 

O QUE SÃO OS INVESTIMENTOS DE RENDA FIXA?

Como o nome sugere, investimentos de Renda Fixa possuem este nome pois, ao aplicarmos o nosso capital, sabemos de antemão qual será a nossa renda (remuneração) naquele investimento. Veja bem, aqui estamos falando de rendimentos e não necessariamente ganho ou perda de capital.

Explico melhor. Para ilustrar vamos utilizar a analogia de um imóvel. Imagine que você comprou um imóvel por 500mil reais e o alugou por 2 anos por uma taxa de 0,5% ao mês. Ou seja, a sua renda proveniente do recebimento dos aluguéis foi predeterminada no momento da locação – neste caso hipotético a uma taxa de 0,50% ao mês (6,17% ao ano). Em outras palavras você terá uma renda fixa de 6,17% ao ano por um período de 2 anos.

Entretanto, nada impede que o valor do seu imóvel oscile. Tanto para cima quanto para baixo. Se você, investidor, solicitar uma avaliação semanal do seu imóvel, utilizando diferentes corretores imobiliários; com certeza verá o valor do seu imóvel variando.

Nos títulos de Renda Fixa ocorre o mesmo. Ao investir o seu dinheiro você saberá de antemão quanto receberá de renda, porém, nada impede que o valor do seu título oscile para cima ou para baixo. Entretanto, se carregar o seu título até o seu vencimento você receberá exatamente o que foi acordado no momento do investimento, sem perdas de capital.

 

TABELA REGRESSIVA: PASSO A PASSO

Agora que sabemos o porquê do nome Renda Fixa vamos aprender a calcular as taxas equivalentes entre os títulos pós-fixados e títulos de renda fixa isentos de imposto de renda como: LCI, LCA, CRI e CRA.

Primeiro temos que entender que os títulos que NÃO possuem isenção tributária seguem uma tabela regressiva para cálculo do imposto. Esta tabela tem este nome pois, à medida que se aumenta o prazo do investimento, diminui-se o valor do imposto de renda retido.

Esta medida tem o objetivo de desestimular a especulação financeira de curto prazo no mercado de Renda Fixa. 

tabela regressiva e sua associação com a renda fixa

Portanto, ao se investir em um título de Renda Fixa o prazo do investimento deve ser levado em consideração, pois a diferença de rentabilidade poderá apresentar diferenças dependendo do horizonte temporal.

Exemplo:

  • CDB que paga 110% do CDI
  • CDI = Selic = 13,75% ao ano
  • Prazo 1 ano x Prazo 2 anos

110% CDI = 13,75% x 1,10 = 15,12% ao ano

Prazo 1 ano (alíquota IR = 17,5%)

15,12% x (1 – 0,175) = 12,47% (rentabilidade líquida)

Prazo 2 anos (alíquota IR = 15,0%)

15,12% x (1 – 0,15) = 12,85% (rentabilidade líquida)

A diferença parece pequena, mas ao longo dos anos essa pequena diferença gera grandes resultados.

 

banner grupo telegram

 

TAXAS EQUIVALENTES: COMO CALCULAR? 

Finalmente podemos calcular a equivalência de taxas entre títulos isentos e NÃO isentos de IR. Como alguns títulos possuem isenção de IR, naturalmente eles possuem rendimento menor do que o CDI, pois eles já apresentam o rendimento líquido; ao contrário dos outros títulos que apresentam o seu rendimento bruto. E esta matemática muitas vezes pode confundir os investidores. 

Abaixo vamos ver mais um exemplo genérico:

  • CDB que paga 105% do CDI
  • CDI = Selic = 13,75% ao ano
  • Prazo 1 ano 
  • LCA com mesmo prazo de vencimento que rende 90% CDI

 

Qual é mais vantajoso? Vamos aos cálculos:

CDB

105% CDI = 13,75% x 1,05 = 14,44% ao ano

Prazo 1 ano (alíquota IR = 17,5%)

14,44% x (1 – 0,175) = 11,91% (rentabilidade líquida)

LCA

90% CDI = 13,75% x 0,90 = 12,38% ao ano

Portanto, neste exemplo, o melhor investimento seria a LCA.

 

Para facilitar a vida de você, investidor, abaixo segue uma planilha que elaboramos para que você possa comparar e identificar os rendimentos entre títulos isentos e NÃO isentos.

A forma de utilização é bem simples. Na primeira coluna “CDB (% do CDI)” você irá procurar pelo investimento pós-fixado que gostaria de comparar. No caso do exemplo acima seria 105%.

Depois, para determinar qual investimento isento de IR seria equivalente a 105% do CDI vamos procurar nas outras colunas ao lado. Como o nosso prazo era 1 ano (365 dias) vamos procurar na coluna “(361 a 720 dias)”, onde encontraremos o valor de 86,63%. 

Ou seja, para um prazo de 1 ano, qualquer título de renda fixa isento de IR com rentabilidade maior do que 86,63% do CDI seria superior do que um título com mesmo prazo que rende 105% do CDI.

Por outro lado, se o título isento render menos do que os 86,63% do CDI se torna mais vantajoso o investimento no título pós-fixado NÃO isento que rende 105% do CDI.

CDB e CDI e sua correlação com a renda fixa

 

O Hub Pro mantém você informado sobre os melhores insights do mercado através de análises precisas realizadas por profissionais experientes. Além disso, você têm acesso a relatórios exclusivos, carteiras recomendadas e lives semanais. 

Conheça afundo o Hub Pro!

 

Banner Hub Profake tag heuer

image_pdfBaixar .PDF
Pedro Canto

Formado em engenharia civil, possui MBA em Finanças e Análise de Ações e as certificações: CNPI-T, CEA e PQO. Com 7 anos de experiência no mercado financeiro. Especialista em derivativos, trading, mercados internacionais e estratégias automatizadas.

Compartilhe este conteúdo nas redes socias!

Posts relacionados

plugins premium WordPress