Hub Insights

Investimento no exterior: por que parte dos seus ativos precisam estar alocados fora do país?

investimento no exterior

Foi evidente, nos últimos anos, a crescente vista no interesse por investimento no exterior. Finalmente, parte dos investidores conseguiram entender a importância de diversificar parte dos seus investimentos para fora do Brasil.

Inclusive, a conjuntura brasileira favorece bastante o investimento global. Em meio à desconfiança em torno da política fiscal e dos rumos da economia com o governo Lula (PT), vimos a intensificação da migração de parte dos investimentos para fora do País.

Apesar disso, o montante destinado para investimentos globais ainda é mínimo. O brasileiro sofreu, por muitos anos, do chamado “home bias”, uma tendência a priorizar investir em ativos domésticos a ativos no exterior.

Boa parte disso foi causado pelas altas taxas de juros que o país teve, e também pela dificuldade de acesso ao mercado americano. Hoje, porém, essa realidade é diferente. Existem inúmeras alternativas para se expor aos mercados globais.

Inclusive, a conjuntura atual do mercado global está extremamente atrativa para esse tipo de investimento no exterior. Afinal de contas, estamos vendo o dólar na sua mínima de 1 ano, inclusive acumulando quedas de 10% em 1 ano. 

 

conjuntura atual do mercado global e sua relação com o investimento no exterior

 

Além disso, temos hoje uma renda fixa americana (que remunera os investidores em dólar), que está próxima dos seus valores mais altos desde 2007, inclusive com o banco central dos EUA sinalizando mais dois aumentos para este ano.

 

renda fixa americana e investimento no exterior

 

Não bastasse um dólar atrativo, uma renda fixa remunerando excelentemente os investidores, temos, por lá, a bolsa de valores que mais se valoriza na história, sendo uma das classes de ativos que mais gerou valor para os investidores ao redor do mundo.

 

gráfico mostrando ascensão do índice S&P 500 e sua relação com o investimento no exterior

 

A economia dos Estados Unidos é uma máquina de geração de riqueza, sendo o maior país do mundo, dispondo da reserva de valor mundial, onde estão inseridas as empresas mais consolidadas do planeta com mais vantagens competitivas. Além de ser o ambiente mais propicio para se fazer negócios.

Desse modo, é essencial que os investidores entendam a importância de se exporem cada vez mais a esse mercado. Mesmo os americanos, que possuem dentro de casa as maiores oportunidades de investimentos, têm o costume de investir mais fora dos EUA do que os brasileiros têm de investir fora do Brasil.

Então, para arrematar de vez o assunto, citaremos duas das mais relevantes vantagens que os investidores brasileiros contam ao diversificassem seus investimentos no exterior:

1. Proteção Patrimonial

Todo país convive com o risco soberano, que é a probabilidade de falência econômica e institucional de uma nação. No Brasil, o tal dito Risco-Brasil é consideravelmente alto, uma vez que o ambiente de negócios é hostil à entrada de novas empresas e há um histórico de tensão e turbulência política.

Investir internacionalmente pode proporcionar uma proteção adicional contra crises econômicas e políticas que possam ocorrer no Brasil. Se houver uma recessão econômica no país, seus investimentos no exterior podem ajudar a compensar as perdas locais.

Ao investir em países com moedas mais fortes em relação ao Real, você pode se beneficiar do potencial de valorização dessas moedas em relação ao seu investimento. Isso pode aumentar seus retornos quando convertidos de volta para a moeda brasileira.

Por fim, vale destacar que os EUA apresentam um histórico mais eficiente no controle inflacionário, o que continua a ser tanto um fantasma como um desafio à economia brasileira.

Em alguns casos, investir no exterior pode ajudar a proteger seu patrimônio contra a inflação excessiva no Brasil. Se a inflação local estiver alta, a diversificação em ativos internacionais pode fornecer uma salvaguarda contra a desvalorização do real.

 

2. Quantidade e qualidade dos ativos

No mundo dos investimentos, quem têm mais paciência e diligência se sagrará vitorioso no longo prazo. Não é sempre que existem oportunidades em todos os mercados ao mesmo tempo. Eventualmente, alguns ativos de determinado país estarão muito caros, de forma que seu retorno ao longo do tempo pode não satisfazer o seu custo de oportunidade.

No Brasil, temos cerca de 400 empresas “investíveis”, ao passo que nos Estados Unidos temos milhares, isso sem falar da Europa, restante da América Latina e países asiáticos.

Tendo a possibilidade de estudar tantos ativos assim, é extremamente improvável que não surjam excelentes oportunidades de alocação de capital, praticamente a todo momento. Nos investimentos, quem conseguir ter mais “pedras pra virar” a sua disposição, terá os melhores retornos.

Além disso, nos Estados Unidos, dado o tamanho da economia e do mercado de capitais, é possível encontrar empresas de excelente qualidade que possuem sólidas vantagens competitivas, bem diferente daqui no Brasil.

Existem empresas dos mais variados setores e modelos de negócios. Investir no exterior permite que você participe do sucesso de empresas globais líderes em seus setores. Empresas renomadas e inovadoras que não estão listadas na bolsa brasileira podem oferecer oportunidades de investimento interessantes e diversificadas.

Invista através da nossa corretora parceira e ganhe gratuitamente o Hub Internacional!

Tenha acesso a conteúdos sobre investimento no exterior, análises macroeconômicas, carteiras recomendadas e oportunidades de investimento, clicando no banner abaixo: 

 

banner hub internacional cross

AndreTavares

Compartilhe este conteúdo nas redes socias!

Posts relacionados

plugins premium WordPress