Hub Insights

Chegou a hora das construtoras na bolsa de valores?

Nos últimos tempos, as construtoras vinham enfrentando um cenário extremamente desafiador, onde além da pandemia, haviam obstáculos como a alta inflação, aumento dos custos, juros mais altos e etc.

Por conta disso, os papéis das companhias desse segmento apresentaram enormes quedas, no entanto, estão apresentando uma boa oportunidade de entrada na bolsa de valores.

Rentabilidade no período de 2 anos das Construtoras 

Fonte: Status Invest

 

No caso da queda mais expressiva, o da Tenda (TEND3), se deu por um motivo peculiar, o desastroso desempenho operacional do 4T21, que contou com uma margem bruta negativa e um prejuízo líquido de R$269 milhões, abalou a confiança do mercado.

margem REF Tenda e margem bruta ajustada Tenda ((TEND3)

lucro líquido Tenda (TEND3)

Fonte: RI Tenda

 

Além disso, pela Tenda ter uma exposição maior a empreendimentos de baixa renda e média renda, assim como a MRV e a Direcional, ela acaba sofrendo mais em um cenário macroeconômico conturbado. Já a Lavvi e a Trisul, são companhias posicionadas na construção de média e alta renda.

Entretanto, olhando para o cenário atual e o cenário de curto-médio prazo, podemos ter uma virada. Falando-se da Selic, apesar da data da próxima queda ser nebulosa, acreditamos estar próximo ao topo. No que tange o IPCA e o INCC (Índice Nacional de Custo de Construção), vimos uma queda em ambos, de -0,36% e 0,09% respectivamente. 

Fonte: INCC: Tabela do índice INCC (FGV) 2022

 

Assim, a redução do IPCA impacta positivamente o segmento, já que com um poder de compra maior, os seus clientes conseguem demandar mais. Bem como o INCC mais baixo diminui os custos das empresas, melhorando suas margens.

Esses indicadores, somados com uma possível virada nos juros brasileiro, se traduzem em uma perspectiva positiva para o setor de construção, principalmente quando olhamos os múltiplos em que essas empresas estão sendo negociadas.

Analisando o Preço sobre Lucro, observamos que as construtoras estão sendo negociadas a um patamar bem próximo à sua média histórica, destacando-se a LAVV3, negociada a um P/L de 8,8x.

Quer saber mais sobre LAVVI (LAVV3)? Assista nosso vídeo no Youtube. 

No que tange o EV/EBITDA, vemos que essas empresas estão sendo negociadas abaixo da sua média histórica.

 

Tabelas de Múltiplos – Construtoras

Fonte: Status Invest

 

Portanto, acreditamos que durante essa mudança de cenário (caso se concretize), essas construtoras tendem a irem bem, possuindo um potencial para entregar bons resultados, e consequentemente, um upside em suas respectivas ações.

Kênio Fontes

Compartilhe este conteúdo nas redes socias!

Posts relacionados

plugins premium WordPress