Hub Insights

Carteira de dividendos: os melhores segmentos do mercado para geração de renda!

Carteira de dividendos

Presença em setores estáveis e crescentes, bons pagamentos de dividendos, dominância de mercado, gestão estratégica, e boas perspectivas futuras são algumas características em comum das ações da Carteira de dividendos do Hub do Investidor.  Neste Insight, trataremos especificamente dos principais segmentos em que investimos e os motivos de sua seleção.

 

Composição da Carteira de Dividendos do Hub:

Embora nossa análise seja principalmente bottom up, ou seja, o principal e primeiro objeto de estudo é a empresa, o segmento em que ela está inserida é muito importante, especialmente considerando o nosso objetivo, que é geração de renda passiva através dos proventos.

Por esse motivo, grande parte das empresas que compõem a Carteira de dividendos do Hub está presente em um segmento saudável, com um perfil de recorrência nos modelos de negócios das empresas que fazem parte de seu ecossistema.

imagem mostrando a composição da Carteira de dividendos do Hub

Fonte: Status Invest; Hub do Investidor

 

Cerca de 42% da carteira está inserida no setor de Utilidade Pública, sendo 30% em Energia Elétrica e 12% em saneamento. A explicação é evidente, há uma enorme recorrência nesses segmentos, com ajustes periódicos em suas receitas e geralmente, conta com poucas empresas, mas já consolidadas e com um porte considerável.

Quer replicar a Carteira de Dividendos do Hub de forma totalmente GRATUITA? Clique aqui e saiba mais!

Já o setor financeiro, sendo 15% em Bancos e 13,3% em seguradoras, também representa uma fatia importante da carteira. O segmento de seguros, é um dos favoritos do Warren Buffett, e não é à toa, o modelo de negócios das seguradoras costumam apresentar uma forte geração de caixa, o que permite uma distribuição de proventos de forma consistente.

A parcela da nossa carteira destinada ao setor de Telecomunicações representa aproximadamente 11,6%. Este setor é estrategicamente incluído em nossa carteira de dividendos devido à sua estabilidade e demanda contínua. Além disso, o setor de telecomunicações tende a ser resiliente, não sendo tão afetado por fatores macroeconômicos em relação às outras empresas.

Por fim, Papel e Celulose, representando cerca de 17% da carteira, pode ser considerado o segmento mais “arriscado”, isso porque as receitas das companhias estão atreladas à uma commodity, um fator que elas não podem controlar. Entretanto, as empresas deste setor desfrutam de algumas vantagens competitivas, como o clima do Brasil, demanda crescente em diversos setores, diversificação, entre outros. Ainda, a companhia investida neste setor, traz uma estabilidade ainda maior, com um histórico centenário, geração de caixa robusta e perspectiva positiva.

Já possui uma Carteira de Dividendos, mas deseja melhorar sua estratégia? Clique aqui, e saiba como!

Compartilhe este conteúdo nas redes socias!

Posts relacionados

plugins premium WordPress