Hub Insights

Binance: FUD ou medo plausível? Entenda!

corretora Binance

Anteontem, vimos aproximadamente 40.4 mil BTC saindo da Binance após uma matéria publicada pela Reuters afirmar que a corretora poderá ser processada por lavagem de dinheiro e violação de sanções criminais. Esta foi a maior redução líquida em suas reservas da história.

fluxo líquido em reservas de exchange da corretora BinanceFonte: Blocktrends

 

Três departamentos estão envolvidos na investigação, que ocorre desde 2018:

  • Seção de Lavagem de Dinheiro e Recuperação de Ativos (MLARS);
  • Procuradoria dos EUA para o Distrito Oeste de Washington em Seattle e
  • Equipe Nacional de Execução de Criptomoedas.

No entanto, não há consenso entre os promotores sobre se a investigação já levantou evidências suficientes ou não para sustentar uma acusação criminal formal. A suposta utilização da plataforma para lavagem de dinheiro e evasão de sanções teria ocorrido até 2018.

Naturalmente, a notícia não caiu nada bem para a corretora, que recentemente já havia deixado os investidores em alerta ao não apresentar sua última “Proof-of-Reserve” cobrindo a integralidade da reservas necessárias, e sim “somente” 98%. Com as notícias, vimos um novo episódio de “corrida aos bancos”. Os saques de usuários na corretora Binance chegaram a atingir US$ 6.5 bilhões em 24 horas! Em meio à evasão bilionária, a corretora travou saques de USDC nas redes Ethereum e BNB Smart Chain.

saques de usuários na corretora BinanceFonte: Dyne Analytics

 

O argumento da Binance sobre o travamento foi de que a liquidez de suas reservas parciais – mantidas em carteiras quentes – estaria acabando, sendo necessário realizar a pausa para que pudessem repor os fundos e honrar os saques dos usuários, o que de fato aconteceu.

Vimos esse socorro de capital acontecendo majoritariamente por meio de custódia própria da corretora, mas também através de diversos depósitos de USDC de players conhecidos, como Tether, Wintermute, SCP e FalconX.

saques usuários da corretora Binance Fonte: @Blockanalia

 

Quando damos um “zoom out” e olhamos de uma perspectiva mais abrangente, vemos que o episódio pouco impactou de fato as reservas da corretora.

exchange reserve binance Fonte: CryptoQuant

 

O CZ se manifestou ao final do dia alegando que tudo voltou à estabilidade. De acordo com ele, os saques realizados não figuram nem entre os top 5 maiores que a corretora já processou em sua história.

Casos FTX e LUNA foram maiores, por exemplo. Já o perfil oficial da Binance respondeu às acusações da Reuters alegando que está colaborando com a investigação, que adota práticas rígidas e que possui uma equipe extremamente qualificada que atua arduamente no cumprimento da legislação global.

Segundo a Reuters, os advogados de defesa da corretora Binance realizaram algumas reuniões nos últimos meses com funcionários do Departamento de Justiça. Eles alegam que um processo criminal causaria estragos em um mercado crypto já fragilizado e em recessão. Um possível acordo judicial não é descartado.

A conclusão é de que ainda é cedo para entender se a real dimensão dada aos fatos atualmente é legítima. Na dúvida, não custa nada retirar seus ativos da Binance até que as questões sejam resolvidas.

 

No Hub do Investidor realizamos análises sólidas e fundamentalistas de inúmeros projetos existentes no mercado. As criptomoedas representam uma disrupção no sistema financeiro, e as tecnologias e soluções apresentadas são revolucionárias e, às vezes, complexas. Ter alguém especializado te dando a mão e tornando tudo mais acessível é crucial para entrar nesse mercado. Seja um assinante Hub Crypto!

Caio Goetze

Formado em Direito pela PUC-RJ e pós-graduando em Direito Digital pelo Instituto de Tecnologia e Sociedade (ITS) em parceria com a UERJ, conta com 3 anos de experiência e diversos cursos de formação acadêmica de bagagem no “criptomercado”.

Compartilhe este conteúdo nas redes socias!

Posts relacionados

plugins premium WordPress