Hub Insights

BBAS3: resultados financeiros do 2T22

É comum que um investidor, que possui uma carteira de investimentos composta majoritariamente de ações, esteja em busca de empresas que apresentam altas perspectivas de crescimento. Nesse caso, é compreensível admirar-se com companhias inovadoras e ultra-digitais, afinal, em sua grande maioria, são elas que apresentam ideias exclusivas, o que pode representar vantagens competitivas. Entretanto, quando essa estratégia se torna uma regra, pode significar a perda de ótimas oportunidadesDessa forma, hoje não será apresentada uma empresa única ou ousada, como os bancos digitais, mas um negócio tradicional, estatal e que está apresentando excelentes resultados. A companhia em questão é o Banco do Brasil (BBAS3) que está surpreendendo cada vez mais investidores.

O Banco do Brasil (BBAS3) pode ser considerado uma empresa de destaque para o segundo trimestre de 2022, uma vez que apresentou um crescimento de mais de 50% do lucro líquido ajustado desde o 2T21. Esse resultado se mostra surpreendente mediante um ano de muitas incertezas, concorda?

No momento, a capitalização de mercado do banco está em torno de R$126 bilhões. Porém, o mais interessante é que os resultados financeiros da companhia estão apresentando um Lucro Líquido Ajustado muito próximo daquele divulgado por seus concorrentes, que apresentam um valor de capitalização de mercado maior. 

 

Mas afinal, quais foram os resultados financeiros contabilizados para a empresa, no 2T22? 

Como mencionado anteriormente, o Lucro Líquido Ajustado foi surpreendente, representando um valor de R$7,8 bilhões, que simboliza um crescimento de 54,8% em comparação ao 2T21. Em comparação ao trimestre passado, o crescimento foi de 18%. Além disso, esse lucro representou um valor de R$14,4 bilhões no primeiro semestre de 2022, correspondendo a um crescimento de 44,9% desde o primeiro semestre do ano passado.

 

Desempenho da carteira de crédito do BBAS3

De forma que seja possível entender qual é a origem dos resultados financeiros da companhia (BBAS3), é interessante visualizar de que forma cada segmento dentro do negócio performou no 2T22. 

A carteira de crédito apresentou um crescimento de 4,1% em comparação a 1T22 e de 19,9% em relação ao 2T21. 

O Agronegócio pode ser considerado o destaque de desempenho dentro da carteira, considerando que apresentou um crescimento de 27,3% em comparação ao 2T21. Além disso, apresenta um dos menores índices de inadimplência, conforme veremos posteriormente. 

Com relação às Médias e Pequenas Empresas (MPME), apresentou-se um crescimento de 17,2% em comparação ao 2T21. Já com relação às Grandes Empresas e o Governo, foi apresentado um crescimento de 19,9% ao comparar com o mesmo período do ano passado. 

Por fim, o segmento de Pessoas Físicas também apresentou um crescimento, que representou o percentual de 14,1% desde o 2T21. 

 

carteira de crédito do Banco do Brasil bbas3

Fonte: RI Banco do Brasil

 

Qualidade do crédito (BBAS3)

Além dos ótimos resultados apresentados anteriormente, é preciso destacar, principalmente, o nível de inadimplência do Agronegócio no 2T22. No trimestre em questão, o percentual foi de 0,47% para o setor, mantendo a baixa média apresentada nos períodos anteriores. 

qualidade do crédito do Banco do Brasil bbas3

Fonte: RI Banco do Brasil

 

Mais adiante, é interessante analisar a Provisão para Crédito de Liquidação Duvidosa (PCLD) do Banco do Brasil (BBAS3). No segundo trimestre de 2022, é perceptível que o valor não está muito além do padrão, em comparação aos períodos anteriores, o que representa um bom indicativo. 

 

Provisão para Crédito de Liquidação Duvidosa do Banco do Brasil bbas3

Fonte: RI Banco do Brasil

 

Dessa forma, é possível entender que o resultado do banco (BBAS3) está sendo promovido, principalmente, pelos bons resultados do agronegócio, combinado ao seu baixo nível de inadimplência e pelas pequenas variações com relação a Provisão para Crédito de Liquidação Duvidosa (PCLD). 

Diante desse cenário, podemos entender que, a partir dessa baixa inadimplência apresentada, as Provisões para Crédito de Liquidação Duvidosa podem ser, por consequência, menores, o que pode, por fim, resultar em maiores lucros

 

Indicadores de rentabilidade 

Com relação ao Retorno Sobre o Patrimônio Líquido (RSPL) foi contabilizado, no trimestre, em um percentual de 20,6%, representando um crescimento em comparação aos períodos anteriores.

Com relação ao Lucro Líquido, desde o ano passado, o crescimento foi de 38% e de 54,8% quando ajustado.

As despesas administrativas, por sua vez, apresentaram um discreto crescimento de 5,7% desde o ano passado e de 1,3% desde o 1T22. Ou seja, além dos bons resultados apresentados pela companhia, essas despesas estão sendo mantidas sob controle.

 

Margem financeira bruta 

Quando avaliamos a Margem Financeira Bruta do Banco, visualiza-se um crescimento de 18,9% desde o ano passado, e de 11,2% desde o trimestre passado. Além disso, é interessante identificar que a Receita Financeira com Operações de Crédito teve um crescimento de 45% desde 2T21, mas uma Despesa Financeira de Captação que cresceu em 205,7% desde o ano passado. 

A partir da imagem apresentada abaixo, é possível visualizar o crescimento que a Margem Financeira Bruta está vivendo desde o ano passado e as demais considerações feitas acima.

margem financeira bruta do bbas3

Fonte: RI Banco do Brasil

 

Projeções corporativas (BBAS3)

Por fim, é interessante entender quais foram as projeções corporativas realizadas pela companhia para o ano de 2022. No trimestre passado, já haviam sido realizadas projeções otimistas, o que chamava a atenção do mercado. 

Entretanto, a partir desses novos resultados divulgados no 2T22, as projeções foram revisadas e seguem ainda mais otimistas, criando um cenário promissor para os investidores da companhia. 

projeções corporativas do bbas3

Fonte: RI Banco do Brasil

 

Por fim, é importante destacar que, sempre devemos tomar cuidados com nossas emoções. Ou seja, assim como não devemos ser levados por momentos de pessimismo, é preciso ser cauteloso com os tempos de euforia

Dessa forma, o fundamental é que você, como investidor, siga invicto com os seus objetivos financeiros e não deixe de acompanhar os resultados financeiros de suas ações, afinal, eles nunca mentem!

Para isso, não deixe de contar com o Hub do Investidor, que será sempre responsável por divulgar as informações mais importantes, de forma simples e no tempo certo!

Fátima Ribeiro

Compartilhe este conteúdo nas redes socias!

Posts relacionados

plugins premium WordPress